31 de mai de 2011

EMAGRECI COM A BARIÁTRICA! =O)

Pois então...
Olha nós em Gramado!
06 anos de casamento... 1 ano e 9 meses depois da bariátrica e 56kg a menos... Ah, ontem calculei o meu IMC: de 45 para 26kg/m²... espero ainda emagrecer mais 8kg!

4 de mai de 2011

UM ANOS E 9 MESES APÓS BARIÁTRICA!

Pois então...
O THEO NASCEU! E EU ESTOU IMPRESSIONADA... ELE ESTÁ COM 40 DIAS E EU JÁ PERDI 10kg SÓ AMAMENTANDO!
AH, ESQUECI DE DIZER: EU SÓ AUMENTE 3kg NA GESTAÇÃO, PODE!? O THEO NASCEU SUPER BEM, COM 3,240kg, SADIO E O MÉDICO DISSE QUE ESTÁ TUDO CERTO!

7 de out de 2010

1 ano pós bariátrica!

Pois então...

Um ano se passou, e hoje eu posso falar sobre arrependimento pós bariátrica. Sim, queridas(os) amigas(os): posso dizer que eu me arrependo de não ter feito a redução de estômago antes!
Exatos 12 meses, o resultado foi impressionante: 51kg a menos!
Hoje as pessoas me olham na rua e não me reconhecem, e quando reconhecem, não acreditam a diferença!
Eu não tenho nenhuma foto recente, a mais recente que tenho é de maio, já emagreci mais ainda, por isso, vou postar esta foto que tenho e me comprometo em atualizá-la antes que a minha barriga apareça mais...
Ah, pois é... muito tempo se passou, muitas coisas aconteceram e dentre elas, foi uma descoberta: mulheres que fazem redução de estômago têm muito mais chances de engravidar... e foi exatamente isso o que aconteceu comigo! Estou com 15 semanas de gestação!
Bom, vim aqui só pra deixar estas notícias e prometo voltar rapidinho!
Beijos, beijos,
Cíntia

27 de dez de 2009

4 MESES: 30 kg OFF!!!

Oi Gurizada!
Desculpa... eu sei que ando meio sumida, mas garanto que é por uma excelente causa: já são SETE pessoas operadas graças às liminares que tenho impetrado e ganhado a nosso favor! O meu resultado particular são 30 kg, mas juntando a minha batalha e a das meninas já somamos quase 200kg! E vocês não podem imaginar o quanto isso me faz feliz!!!

Olhem só o resultado: é impressionante!



Espero poder incentivar muita gente a fazer a cirurgia, porque vale a pena mesmo, mesmo!

Beijos e um feliz ano novo!

16 de out de 2009

2 MESES: 21kg OFF

Pois então...

Gente, estou muito, muito, mas muito feliz!
São 21kg a menos em dois meses!!!
Coisa boa, hein?!

- ai, queria fazer outra consideração: ganhamos mais uma liminar... show, hein?

Beijos, beijos e beijos!

25 de set de 2009

ANTES e DEPOIS DA BARIÁTRICA

Pois então... 17,5 kg OFF


23 de set de 2009

PLANOS DE SAÚDE x CIRURGIA DA OBESIDADE

Muita gente andou me perguntando sobre as cirurgias realizadas por liminares. O que eu posso dizer é que os planos de saúde, e mesmo o SUS vêm fazendo pouco caso ao tratar da obesidade. Muitas vezes argumentam que não é dever deles o pagamento da cirurgia pelo fato de o plano de saúde ser anterior à Lei dos Planos de Saúde, outras vezes argumentam que o contrato não lhes obriga a tratamentos para situações estéticas, dizem ainda que não liberam o procedimento através da videolaparoscopia, ou simplesmente custam meses e mais meses para liberar o procedimento.

Em qualquer uma destas situações, eu, como estudiosa em Direito à Saúde, lhes garanto: a justiça tem estado do nosso lado! Temos um arsenal de ordenamentos jurídicos que nos protegem: é o Código de Defesa do Consumidor, a Lei dos Planos de Saúde, a Constituição Federal, o Código de Ética Médica, e aqui eu poderia citar vários outros ordenamentos.

Mas o que eu posso dizer é que se você realmente quer tratar a obesidade mórbida através da cirurgia bariátrica você pode! Basta você querer, e estar disposto a sujeitar-se ao tratamento longo do pré e pós-operatório.

Aqui vão algumas dicas sobre os contratos:

1º verifique se na cláusula que refere-se aos procedimentos hospitalares cobertos, consta ou não o procedimento eleito (neste caso, a cirurgia da obesidade): constando, a operadora não poderá negar o procedimento.

2º verifique se, na cláusula que trata das exclusões, contém a exclusão da cirurgia da obesidade, confira também se constam excluídos os procedimentos realizados por videolaparoscopia. Havendo exclusão, de fato, a operadora não tem a obrigação contratual de cobrir o tratamento. No entanto, ao meu ponto de vista, em razão de a obesidade ser uma doença reconhecida pela ANS, deverá receber tratamento, mesmo que cirúrgico das operadoras de plano de saúde.

3º Confira o valor da cirurgia, este valor deve ser documentado, através de orçamento, e, se você está em uma região em que a cirurgia sai por até R$5.500,00, você poderá juntar todos os documentos com assinados pelos médicos que lhe assistiram cópia do contrato, especialmente das páginas que tratam das cláusulas acima mencionadas e entrar pessoalmente nas pequenas causa. Nesta única situação, você poderá entrar com o processo, sem estar assistida por advogado. Mas é importante você pedir um pedido chamado liminar.

Mas, se o procedimento orçado for superior àquele valor, aconselho que você procure um bom advogado que entenda deste assunto, para que você possa dar andamento em sua cirurgia. Nestes casos, a justiça tem sido bem ágil em liberar a cirurgia.

Se você tiver alguma dúvida, por favor, contate-me: cintia.kml@gmail.com ou (51) 9966.1211